30 setembro 2013

De preguiça, psicologia, deus e o demo.

"Ai que prazer 
Não cumprir um dever
Ter um livro para ler 
E não o fazer." (Fernando Pessoa)

"Na ribeira desse rio
Ou na ribeira daquele
Passam meus dias a fio.
Nada me impede, me impele,
Me dá calor ou dá frio." (Fernando Pessoa)


Uma muié doida, aí (só podia ser psicóloga), escreveu dizendo que "Preguiça é o maior sinal da falta de autoconfiança", e, portanto, conclui: "Oriente-se pela psicologia e cultive sua autoestima".

Dona (estou respondendo pra ela), a preguiça é a mãe de Deus. A mãe do demo é o trabalho, principalmente o trabalho destituído de criação, o trabalho alienante, o trabalho-mercadoria, que vendemos pra comprar o básico da vida: comida, transporte, moradia, roupas. Saúde de qualidade, educação idem e lazer não dá pra pagar com o fruto do nosso trabalho, por que ele é apropriado pelo patrão. Isso a gente tem que usar do pior e mais porco, dado pelo Estado bonzinho. Amém.

A família de Deus é assim: mãe = preguiça; pai = ócio; avó = vagabundagem; tia = vadiagem; irmão = corpo-mole. Bela e feliz família, que está sempre juntos, sempre realizados com seu não-ter-o-que-fazer. Ou, tenho-mas-não-quero-fazer-e-não-faço.

A preguiça é o maior sinal de que estamos bem, satisfeitos com a vida que levamos, que não precisamos correr atrás de nada fora de nós mesmos, enfim, que atingimos o nirvana em vida, que alcançamos o ápice da evolução espiritual. Amém de novo.

Pra terminar: "oriente-se pela psicologia". Ãhn? Eu, hein, rosa! Cai fora, dubadubá-do-cientificismo-psicológico. Que Nossa-Senhora-da-sensatez e o Bom-Jesus-do-pensamento-mágico venham em nosso auxílio e nos orientem. Amém³. 

Cantando pra psicologia: "aqui nesse barco ninguém quer a sua orientação/ não temos perspectiva/ mas o vento nos dá a direção/ a vida que vai à deriva é a nossa condução/ mas não seguimos à toa." (Bom, o Arnaldo Antunes pode não seguir à toa, mas eu sigo. Completamente à toa).

#EssaPsicologiaNãoMeRepresenta
#NãoTravistaSuperstiçõesMoralistasComPsicologiaPorqueNãoEnganaNemTranformaEmCiência

Nenhum comentário:

Postar um comentário